BOLETIM ESPECIAL 1º DE MAIO - A BUSCA PELO MELHOR

E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.” Jeremias 29:13

Normalmente quando falamos em buscar o melhor, associamos nossas necessidades às coisas materiais, porém sempre que associamos esta busca com Deus, nos deparamos com uma divisão que nos coloca muitas vezes em um dilema. São os limites entre o tangível e intangível, o finito e o infinito, o visível e o invisível.

Karen Armstrong, uma cientista Inglesa disse: (Um dos motivos pelos quais as religiões parecem irrelevantes hoje, é que muitos de nós não temos mais o senso de que estamos cercados pelo invisível).

Em outras palavras passamos a não dar mais crédito a tudo quanto nos cerca. Pensamos e raciocinamos apenas naquilo em que vemos que tocamos, numa cultura cientifica e tecnicista que nos conduz exclusivamente ao mundo físico e materialista.

Para melhor compreensão, podemos imaginar pelas histórias que nos chegam através de nossos pais e avós. Na época em que as casas não tinham luz elétrica, as famílias sentavam-se sob a luz de um candeeiro e naquele ambiente à meia – luz, estórias fantásticas aconteciam e faziam com que as pessoas, (adultos e crianças), acreditassem naquelas fábulas como: saci-pererê, mula-sem-cabeça e outras lendas de nosso folclore.

Depois disso, veio à energia elétrica e com sua chegada muitos dos mistérios se foram. Depois veio a televisão, computadores, internet, ou seja, com a criação midiática e tecnológica, acabaram de vez com esta visão do sobrenatural.

Mas o medo do homem pelo desconhecido faz com que ele vá buscar guarida na religião. E pensa que todos os caminhos levam a Deus. E na busca pelo melhor, o homem corre para todos os lugares, numa crendice total.

Porém quando pensamos na busca pelo melhor, somos levados a pontuar melhor os nossos pensamentos.  

O texto que lemos do profeta Jeremias nos coloca diante de Deus respondendo esta pergunta: Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. Este é o nosso Deus, que não olha para a nossa aparência, se somos feios, ricos ou pobres.

Ai está à chave de nossa busca a Deus, devemos buscá-lo de todo o nosso coração. E o que quer dizer isto? Devemos buscar a Deus com sinceridade, arrependimento, humildade, amor, porque nosso Deus é Deus de amor.

Encontramos Deus oferecendo graciosamente o seu amor, como PAI amoroso, que ama e cuida de seus filhos, que está a todo o momento ao nosso lado de braços estendidos nos convidando para sermos salvos, bastando apenas que nos apropriemos desta maravilhosa promessa.

E o Espírito Santo de Deus ainda hoje clama por você que não se apropriou destas promessas, que ainda não buscou a Deus com pureza de coração. Estenda sua mão ao encontro da mão de Deus, ELE espera que você ainda hoje o aceite como único salvador de sua alma.

CONCLUSÃO

O homem por ser dotado de inteligência, vive em seu mundo em uma constante busca. Sempre que um desafio é vencido um novo já entra em seu lugar.

Podemos identificar este esforço nas grandes conquistas do nosso século. Em todas as áreas de ação do homem.

NA MEDICINA = A lepra – A tuberculose – O câncer – A AIDS - Genoma

NA ELETRÔNICA = A Hiper-evolução dos computadores

NO ESPAÇO = A ida do homem à lua, a exploração do solo de Marte, descobertas de novos astros, etc. Muitas vezes buscamos sempre o melhor para nossa vida material e nos esquecemos que tudo isso aqui vai passar, e o que teremos preparado para a outra vida (a Eterna)?

Chegou a hora de mudarmos isso, chegou a hora de trabalharmos ainda mais, de buscarmos a Deus e tudo o que ele tem para nós.

Chegou o momento em buscarmos o melhor de Deus para nossas vidas.

Deus abençoe sua vida!

Pr. Carlos Roberto (Bob)

Adaptado do texto do Ev. Sâmio Rodrigo

Data: 
quarta-feira, Maio 3, 2017