Informativos / Boletins

  • 118 - DEUS é “DEUS” - Uma redundância necessária!
    28/06/2015

    “Com quem comparareis a Deus?” (Isaías 40.18)

    Nosso título é propositadamente redundante: “Deus é ‘Deus’”. A razão desta proposital redundância é que para muitas pessoas Deus deixou de ser considerado como “Deus” há muito tempo e sua relação com ele beira a “blasfêmia”.

  • 116 - VIDA QUE É DIGNA DE SER VIVIDA
    14/06/2015

    Leandro Konder tem um artigo primoroso intitulado “O curriculum mortis e a reabilitação da autocrítica”, no qual ele afirma que “forjamos para nós imagens que nos ajudam a viver”. E diz: O autoritário se apresenta como enérgico e corajoso; o oportunista como prudente ou realista; o covarde como sensato; o irresponsável  como livre”. Gosto da expressão que ele usa no título do texto:  curriculum mortis. Ele diz que o que nós chamamos de curriculum  vitae não é currículo de  vida interira, porque só apresenta o lado positivo. É apenas a história dos sucessos. Ninguém inclui no curriculum vitae: reprovado no concurso em 1985 ou traído pela namorada na primavera  de 2002. Só se  faz referência aos acertos. E Konder  lembra que nós, humanos, não somos, em nossa imensa maioria, campeões invictos, heróis, etc. Não é necessário mudar o nome desse histórico  que apresentamos, só devemos sempre lembrar que há um curriculum mortis  - o lado do malogro, o lado do enfrentamento das dificuldades. E que há necessidade de reconhecer tais dificuldades, para enfrentá-las e superá-las, criticamente. Todos nós temos um curriculum mortis, embora ninguém goste de falar de seu, de revelá-lo.

  • 115 - ARREPENDIMENTO TRAZ RESTAURAÇÃ0
    07/06/2015

    Abordaremos nesta pastoral o tema: Arrependimento Para Restauração. Reflexão extraída do texto bíblico de Lamentações 3. 40-51.

    Cabe aqui uma pequena introdução do livro de Lamentações.  Foi escrito logo após o rei Nabucodonosor ter ordenado a invasão de Jerusalém em resposta à rebelião de Judá contra a Babilônia. O ataque destruiu a maior parte de Jerusalém, reduziu o Templo a cinzas e levou a todos, exceto a população mais pobre, para o exílio (II Reis 24.20-25.21).

  • 114 - FÉ DE SEGUNDA MÃO?
    31/05/2015

    Quando Jesus chegou a Sicar, em Samaria, encontrou uma população curiosa e atenta às suas palavras. Antes de sua chagada, os habitantes souberam das maravilhas de sua atitude e doutrina pela mulher com quem tivera uma longa conversa à beira do poço.

  • 113 - Quando Deus é o Nosso Adversário
    24/05/2015

    Nesta pastoral gostaríamos de refletir sobre os seguintes textos bíblicos: Números 22; Isaías 20. 7-22 e Atos 16 6-10 (leitura que os queridos poderão fazer com muita atenção para compreender o tema proposto). Destacamos que os mesmos têm uma lição importante da parte de Deus, quanto às orientações divinas e as nossas decisões. Assim, os textos acima citados mostram que, há determinadas situações em que Deus se coloca como nosso maior adversário, impedindo-nos de ir avante num dado projeto ou plano elaborado, que julgamos ser o melhor para o nosso progresso e caminhada. Há momentos da nossa vida em que o próprio Deus nos coloca contra a parede, aonde chegamos aos nossos próprios limites, não nos restando mais nenhuma opção ou alternativa. Foi exatamente isto que aconteceu com um personagem bíblico do Velho Testamento, de nome Balaão, quando “o anjo do Senhor pôs-se num lugar estreito, onde não havia caminho para se desviar nem para a direita e nem para a esquerda” (Números 22.26), depois de haver comprimido contra o muro.

Páginas